Blog duma gaja... bem... esquisita, estranha, tarada:) Enfim... queer!

1.27.2006

Casamento lésbico

No próximo dia 1 de Fevereiro de 2006 pelas 14,30 Horas a Teresa e a Lena vão apresentar-se na 7ª Conservatória do Registo Civil de Lisboa (sita na Avenida Fontes Pereira de Melo, nº 7 – 1º andar em 1050-115 Lisboa), onde requereram já a abertura do respectivo processo de publicações. Luís grave Rodrigues, advogado que publicita a notícia no seu blog, convida tod@s a aparecer.
Parabéns aos três, e especialmente à Teresa e à Lena que não receiam dar a cara por aquilo em que acreditam.
Em Abril de 2004, quando pela primeira vez sugeri que seria possível tentar uma estratégia jurídica idêntica a esta, de entre 12 casais que surgiram nem um se dispôs a uma coisa bem mais simples: a afixação dos seus nomes num edital anunciando o casamento.
Considerando a dificuldade inerente à visibilidade lésbica no nosso país, que tem sido sempre mais complicada do que a gay e trans, estão duplamente de parabéns!
Apesar do casamento não ser a minha instituição preferida, e de preferir eventualmente um outro contrato, exactamente com os mesmos direitos mas com outra combinação de possibilidades e, especialmente, com outros deveres, lá estarei.

3 Comments:

Blogger Grace said...

Este comentário foi removido pelo autor.

09:42

 
Blogger C_mim said...

Ora bem, aqui está uma sacudidela na nossa democracia zarolha...

Só vê o que lhe interessa... coitadita...

Nem sempre o nº 13 é nº de azar. ;)

11:11

 
Anonymous Anónimo said...

Hoje a homossexualidade è vista como Crime,Doença ou pecado mas nos estudos biblicos nada vem assinalar algo sobre os homossexuais se Deus nao nos julga entao porque nos julgam os outros??
Tudo começa pelo governo que temos pois num ambito pessoal Portugal è muito mas muito complexado e porquê?Pois ninguem o sabe pois nao ha resposta para gente desse genero sinceramente o que è perferivel? um filho criminoso? uma filha prostituta?violadores?drogados? oh bolas nòs lesbicas,homossexuais ou bissexuais so queremos ser felizes queremos o mesmo respeito queremos os nossos objectivos alcançados mas sem descriminaçoes sem que nos apontem o dedo assumo-me como lesbica com apenas 23 anos que tem o apoio da familia vivo com a minha namorada mas claro està noutro paìs porque em portugal seria e serei sempre julgada.
sem duvida que a teresa e a lena sao o orgulho das lesbicas elas sim deram a cara por milhoes de lesbicas,lesbicas que teem medo de serem julgadas e gozadas,pois orgulho-me do que sou e nao vou deixar de ser feliz ou deixar de viver a minha vida por o meu paìs ser perconceituoso e nao aceitar a felicidade tal como ela tem que ser vivida pensem nisso ;)

18:32

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home