Blog duma gaja... bem... esquisita, estranha, tarada:) Enfim... queer!

3.10.2006

Frida no CCB

Lá fui ontem, finalmente.
Vi praticamente tudo o que é famoso e ainda não tinha visto. Já tinha visto os mais significativos que lá não estão em Veneza, há tempos.
Mas fiquei surpreendida com a apresentação da exposição, o folclore, a total psicologização e mediatização da autora e o confragedor esquecimento dos elementos propriamente artísticos. É isto que querem ensinar aos miúdos numa das exposições que será provavelmente das mais visitadas por escolas este ano? Que ver pintura é ver todo o circo à volta do autor, conhecer as suas "obssessões" e vida privada, e não haver um textozinho que seja sobre a relação destes trabalhos com a restante pintura?
A não ser uma frase da própria, na entrada, a dizer que não é surrealista porque não pinta sonhos?!!! Uma frase em que a pintora não compreende o surrealismo, nem tinha de compreender... Mas nós hoje temos obrigação de saber mais e ensinar melhor, não?
Enfim, é só merchandising e os quadros são apenas mais um dos objectos merchandavizáveis...

13 Comments:

Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:38

 
Blogger Anabela Rocha said...

1) a(s) arte(s) não é uma linguagem mais emocional do que qualquer outra
2) os textos críticos não se pretendem universais mas sim polémicos, actuais, interpelativos
3) o que está em causa não é a motivação do autor (essa fica com ele) mas sim o que pode ou não ser uma interpretação que nos desafie a nós
4) partilhar algo não passa necessariamente por partilhar emoções (ditas privadas)
Grace: temos uma visão muito diferente da função da crítica de arte. Acontece:)

16:20

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

18:17

 
Blogger C_mim said...

Bem,eu sou de marketing e ainda não vi a exposição... e dou-te toda a razão. Em muitos aspectos a realidade é essa. Preparamos mal a próximas gerações.

Como eu gostava de uma "Escola de Atenas"

Isto fez-me lembrar o Chico Buarque:

mulheres de Atenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Vivem pros seus maridos, orgulho e raça de Atenas
Quando amadas, se perfumam
Se banham com leite, se arrumam
Suas melenas
Quando fustigadas não choram
Se ajoelham, pedem, imploram
Mais duras penas
Cadenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Sofrem pros seus maridos, poder e força de Atenas
Quandos eles embarcam, soldados
Elas tecem longos bordados
Mil quarentenas
E quando eles voltam sedentos
Querem arrancar violentos
Carícias plenas
Obscenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Despem-se pros maridos, bravos guerreiros de Atenas
Quando eles se entopem de vinho
Costumam buscar o carinho
De outras falenas
Mas no fim da noite, aos pedaços
Quase sempre voltam pros braços
De suas pequenas
Helenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Geram pros seus maridos os novos filhos de Atenas
Elas não têm gosto ou vontade
Nem defeito nem qualidade
Têm medo apenas
Não têm sonhos, só têm presságios
O seu homem, mares, naufrágios
Lindas sirenas
Morenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Temem por seus maridos, heróis e amantes de Atenas
As jovens viúvas marcadas
E as gestantes abandonadas
Não fazem cenas
Vestem-se de negro, se encolhem
Se conformam e se recolhem
Às suas novenas
Serenas

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas
Secam por seus maridos, orgulho e raça de Atenas

--

O que eu escrevi é um contracenso, um paradoxo; mas recordei-me de um quadro de Rafael - a escola de atenas - e depois da música.

18:49

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

15:52

 
Anonymous Anónimo said...

Tão intelectuais e ainda não detectaram os erros...

22:34

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

23:36

 
Blogger Anabela Rocha said...

Ó Grace, se puderes apita!
C-mim: paradoxo é dizer pouco:)

10:11

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

10:17

 
Blogger C_mim said...

Grace: visita também esta exposição se puderes: O olhar Fauve

http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/

Anabela: o meu pensamento é assim mesmo. Eu não gosto da letra, mas se não prestas atenção, acabas por achar a música cantada pelo Chico linda.

Qt à escola de Atenas, bem isso dava pano para mangas pq gostava que em Portugal houvesse outro sistema de ensino, mas já me deixei dessas brigas...

19:13

 
Blogger C_mim said...

Desculpem lá mas é um dos meus quadros preferidos:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Escola_de_Atenas#Descri.C3.A7.C3.A3o_da_Obra

19:21

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

19:28

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

20:19

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home