Blog duma gaja... bem... esquisita, estranha, tarada:) Enfim... queer!

2.08.2006

Os socialistas e os outros

No momento em que a JS lá se consensualizou à volta dum ante-projecto (e não dum projecto) de lei (portanto, mais aberto a contribuições) e adiou uma semana a sua apresentação, vão-se somando as vozes de eminentes barões socialistas que desdramatizam toda esta história e são favoráveis, o Governo insiste na questão do "ainda não" ( com o estafado argumento de que "há problemas mais importantes"), mas ninguém realmente se afirma contra, à excepção da secção do Partido Humanista. Vamos lá a ver se o Governo está à altura das suas próprias bases... e barões.
Do lado da CDU o silêncio, nesta altura já vergonhoso (afinal não contribuem em nada para o debate) - espera-se uma posição clara para breve, meus senhores!
Nos media, vai havendo surpresas discretas- que mostram que, como tenho dito, os portugueses moderados e sensatos estão connosco.

5 Comments:

Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

10:14

 
Blogger Conversas said...

Olá e bom dia.
Parece-me existir aqui uma confusão. Qual secção do Partido Humanista? Fala do Movimento Humanismo e Democracia que concorreu nas listas do Partido Socialista na últimas eleições Legislativas pelo círculo leitoral de Braga e que veio há uns dias manifestar-se contra o casamento Gay?

Se observar na página http://www.movimentohumanista.com/ph/xpagina.php?tema=propostas&subtema=pdh, poderá verificar que uma das propostas do Partido Humanista é e cito “Direito ao casamento e à adopção para todos os seres humanos independentemente da sua orientação sexual.”

12:02

 
Blogger Anabela Rocha said...

Conversas:
Tem toda a razão, as minhas desculpas. O Partido Humanista em si sempre foi favorável às nossas pretensões; é esta secção humanista do PS que não.
Grace: referendar uma questão de discriminação que a Constituição proíbe é referendar a própria Constituição - o que me parece inadmissível.

08:18

 
Blogger Grace said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

20:06

 
Blogger Anabela Rocha said...

Apesar de não se compreender o adiamento do agendamento parlamentar há que reconhecer que o debate decorre, que o agendamento está prometido para 2007 e que até lá todos os partidos poderão concertar uma estratégia consensual respeitadora da Constituição - e sem dramatismos, fundamentalismos ou histerias na sociedade e na opinião pública, bem pelo contrário. Não é mau...

11:36

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home